Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

PAQUISTÃO VAI PLANTAR MIL MILHÕES DE ÁRVORES

Mäyjo, 24.09.16

floresta_SAPO

A exploração madeireira ilegal e a “máfia da madeira” produziram já um efeito devastador nas pessoas, vida selvagem e no clima do Paquistão. Mas os paquistaneses não estão dispostos a dar essa destruição como certa. Um grupo de paquistaneses estabeleceu em 2012 o recorde mundial para um abraço de árvore e um soldado plantou mais de 20.000 árvores num só dia.

Agora, escreve o TreeHugger, a província de Khyber Pakhtunkwa, no norte do Paquistão, vai pôr em marcha um enorme plano de reflorestação. O objetivo é plantar cerca de mil milhões de árvores naquela província ao longo dos próximos quatro anos. O projeto terá um custo de €134,6 milhões.

Ainda não é conhecida a maneira como o projecto vai ser implementado, mas espera-se que o governo de Khyber Pakhtunkwa opte por florestas de grande biodiversidade e não por monoculturas de árvores.

Foto: ShaukatNiazi / Creative Commons

CHINA ESTÁ A CONSTRUIR A GRANDE MURALHA VERDE

Mäyjo, 01.05.15

china_SAPO

A China, o maior emissor global de gases com efeito de estufa, está a construir um plano intensivo de plantação de árvores para compensar a desflorestação tropical dos últimos anos e sugar dióxido de carbono da atmosfera.

Conhecido por Grande Muralha Verde, o projecto de reflorestação chinês afecta o Norte do País e é o maior projecto de engenharia ecológica do mundo. O país está a construir uma cintura de árvores que se espalhará por 4.500 quilómetros entre o norte e noroeste chinês, numa tentativa de parar o avanço do deserto de Gobi.

O país já plantou 13 milhões de hectares de nova floresta desde 2008, de acordo com a State Forestry Administration.

Nos últimos anos, os esforços de reflorestação da China e a replantação de uma quinta abandonada na Rússia ajudaram a compensar 81% da perda de biomassa acima do solo devido à desflorestação desde 203, segundo o jornal Nature Climate Change.

“O aumento da vegetação surgiu, numa primeira fase, da combinação de factores económicos e ambientais e de grandes projectos de plantação de árvores na China”, explicou ao CityLab o autor e líder do estudo, Yi Liu, da Universidade de Nova Gales do Sul, na Austrália. Segundo Li, o armazenamento de carbono das florestas chinesas aumentou 0,72 por mil milhões de toneladas entre 2003 e 2012.

Foto: Abdulsalam Haykal / Creative Commons